Como funciona a Previdência da CAIXA? Saiba agora!

Como funciona a Previdência da CAIXA? Saiba agora!

22 de maio de 2020 2 Por Carlos Oliveira

Como funciona a previdência da Caixa? Você está em busca de informações e detalhes sobre o plano de previdência privada da Caixa Econômica Federal? Se a sua resposta foi “sim”, você está no lugar certo!

Aqui no Guia Bancário você retira todas as suas dúvidas sobre uma grande variedade de serviços bancários, neste artigo em específico, falaremos sobre como funciona a previdência da Caixa, retirando todas as suas dúvidas a respeito desse assunto, vale a pena conferir!

Você pode gostar de ler: Calendário das contas inativas do FGTS

Como funciona a previdência da Caixa

O que é a previdência da Caixa?

A Caixa Econômica Federal assim como outros bancos, atua no mercado oferecendo diferentes serviços aos seus clientes, sendo um deles a previdência privada.

Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer um plano de previdência privada, vamos detalhar o seu funcionamento:

A previdência privada, funciona de forma semelhante a previdência social (pública) a qual a maioria dos brasileiros contribui hoje, na maioria das vezes de forma compulsória.

Quem contribui com a previdência social (pública), contribui mensalmente com um percentual dos seus rendimentos e tem a garantia de receber uma aposentadoria no futuro ou então receber alguns tipos de auxílio econômico quando necessário, como é o caso do auxílio doença, por exemplo.

A manutenção e organização da previdência social, é realizada pelo Governo, através do INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social.

No entanto, todos nós sabemos que o valor da aposentadoria de quem contribui para este sistema, costuma ser baixo. Sendo assim, surgiram os programas de previdência privada, modalidade de investimento que pode ser contratada junto aos bancos e está voltada para a garantia de um futuro mais tranquilo, através do completo a previdência social.

Ao contratar um plano de previdência privada, o cliente do banco ficará contribuindo com valores mensais ou de uma só vez a um fundo próprio de previdência que ficará aplicado em uma conta recebendo rendimentos.

A ideia da previdência privada é tornar-se uma fonte de renda extra para o futuro. Muitos até pensam que não, mas no entanto é possível retirar o dinheiro a qualquer momento, apesar de ser mais interessante mantê-lo investido por um longo período, obtendo assim um melhor retorno e rendimentos.

Com quanto posso começar a investir?

Os planos de previdência privada da Caixa, exigem um pagamento mínimo mensal de R$ 35,00, sendo possível contribuir com um valor maior sempre que desejar. 

Segundo a Caixa, em casos de um imprevisto também é permitido suspender os pagamentos, sem receber qualquer tipo de punição por isso.

Quanto mais tempo contribuindo e quanto maior o valor da sua contribuição, melhores serão os rendimentos e o valor para saque no futuro.

Como funciona a previdência da Caixa

Foto e reprodução: blog da monetus

Como funciona a previdência privada da Caixa

Você já sabe o que é um plano de previdência e também com quanto pode começar a investir, agora é hora de expandir o conhecimento sobre o assunto, falando da PGBL e da VGBL, as duas modalidades de previdência oferecidas pela Caixa.

PGBL: A PGBL é indicada para quem já contribui com o INSS e está obrigado a declarar o Imposto de Renda – IR, pois o valor investido pode ser utilizado para abater o imposto sobre a renda e possibilitar uma restituição maior.

É importante dizer também, que no momento do resgate o governo cobrará um percentual a título de imposto de renda sobre o valor depositado e os seus rendimentos.

VGBL: A VGBL é indicada para quem não está obrigado a declarar o Imposto de Renda ou o declara na modalidade simplificada que é aquela que não permite deduções.

Nesta modalidade, não é permitido utilizar o valor investido para abatimento do imposto de renda. No entanto no momento do resgate o imposto será aplicado apenas sobre os rendimentos.

É importante conhecer também os dois modelos de cobrança de tributos sobre a previdência privada, veja:

Tributação sobre a previdência privada

Modelo Progressivo: O modelo progressivo é indicado para quem ainda não tem certeza do tempo que deixará o dinheiro investido ou que pretende sacar o dinheiro em um período inferior a 10 anos. Nesta modalidade, a alíquota de Imposto de Renda cobrada no momento do resgate do dinheiro, será fixada em 15%.

Modelo Regressivo: Este modelo é mais indicado para quem pretende deixar o dinheiro investido por um período superior a 10 anos. Nesta modalidade, quanto maior o tempo que o dinheiro permanecer investido, menor será o imposto de renda cobrado. Veja as alíquotas:

  • Até 2 anos: 35%
  • 2 a 4 anos: 30%
  • 4 a 6 anos: 25%
  • 6 a 8 anos: 20%
  • 8 a 10 anos: 15%
  • Mais de 10 anos: 10%

Veja também: Como funcionam as casas lotéricas

A previdência privada da Caixa possui taxas?

Sim. A Caixa Econômica realiza cobranças de taxas para manutenção do sistema de previdência privada. São duas modalidades de taxas, veja:

Taxa de administração: Taxa variável com base no montante investido e no tipo de fundo escolhido.

Taxa de saída: A taxa de saída será cobrada daqueles que retirarem o dinheiro investido em menos de 3 anos. Podendo variar entre 0,5% e 5% de acordo com o tempo de contribuição e com o valor investido.

Modalidades de resgate da previdência privada

Após manter o dinheiro investido na previdência por um bom tempo, chegou a hora de resgatar, como funciona o processo de resgate? Primeiramente, precisamos saber que o resgate está distribuído em 3 modalidades:

Renda vitalícia: Nesta modalidade você recebe uma renda mensal enquanto viver;

Por prazo determinado: Você recebe os rendimentos em um período que pode variar entre 1 e 35 anos e no caso de seu falecimento, os dependentes continuam recebendo.

Renda temporária: Nesta modalidade você recebe por um período que pode variar entre 5 e 35 anos, e no caso de falecimento so dependentes não recebem.

Esperamos que com este conteúdo tenhamos retirado suas principais dúvidas a respeito do tópico: Como funciona a previdência da Caixa.

Ficou alguma dúvida? Então não deixe de enviar o seu comentário!

Até a próxima!