Como transferir o banco do benefício
Foto:

No texto anterior eu trouxe várias dicas sobre diferenças entre COMPE e ISPB,  neste artigo você ver dicas sobre como transferir o banco do benefício ou aposentadoria que você recebe. É muito comum as pessoas quererem receber seus benefícios no banco que ele já está mais acostumado.

Então se você quer fazer isso e não sabe como, leia este artigo com atenção e confira todas as dicas que o Guia Bancário tem para você.

Quando uma pessoa se aposenta, o INSS lhe oferece uma conta em um banco de escolha deles e um cartão para sacar o seu benefício ou aposentadoria.

Sempre próximo à casa do beneficiário, isto se ele não tiver uma conta em seu nome em outro banco.

Porém, o beneficiário pode querer trocar de banco, pois já tem uma conta ou não tem, mas não gosta do bando escolhido pelo INSS.

Portanto, o beneficiário pode sim, mudar de banco para receber seu benefício ou sua aposentadoria.

Você pode gostar de ler: Qual a diferença entre COMPE e ISPB

Como transferir o banco do benefício
Foto: bahianoar.com

Como é feita esta troca de bancos?

Esta transferência pode ser feita de duas maneiras:

#A primeira:  o beneficiário vai até a agência do banco que deseja trabalhar e pede para fazer a mudança.

Por sua vez, o banco vai entrar em contato com o INSS indicando a conta para pagamento do benefício ou aposentadoria.

#A segunda maneira de transferir o banco para pagamento do benefício ou aposentadoria, é ir até a agência da Previdência Social, responsável pelo seu pagamento.

Estando na Previdência o aposentando ou beneficiário, indica em qual conta ele quer receber seu benefício, esta conta pode ser uma conta conjunta ou de poupança.

Contudo, deve-se levar em conta que as contas correntes são passiveis de tarifação, mas permitem que o beneficiário pague suas contas, agende seus pagamentos, etc.

Já que esta conta será uma conta corrente comum, há bancos que tem contas especiais, para recebimento do benefício ou da aposentadoria.

Outra possibilidade, é o aposentado ou pensionista, receber o seu benefício através de um cartão magnético que a o INSS disponibiliza.

Entretanto, se esta for a escolha do beneficiário, ele só poderá sacar o benefício, e no banco indicado pelo INSS, que será sempre próximo a sua casa.

Desta forma, ele não poderá escolher o banco, a escolha será do INSS, mas em contrapartida não haverá cobrança de nenhum tipo de tarifa.

Contudo, a previdência levará em conta sempre a região onde mora o beneficiário, e escolherá uma agência próximo a sua casa.

Veja este artigo: Melhor banco para abrir conta empresarial

Como transferir o banco do benefício
Foto: Mixvale.com.br

Além de saber como transferir o banco do benefício ou aposentadoria é preciso que você saíba sobre as formas de saque

Qualquer que seja a escolha do beneficiário, conta corrente ou cartão magnético, o saque do benefício ou aposentadoria, não precisa ser feito de uma única vez.

Sendo assim, se o beneficiário escolheu abrir uma conta para ter a possibilidade de sacar o seu benefício quando quiser, ele hoje tem a opção de sacar também por cartão magnético.

Desta forma, tanto faz, se o beneficiário tem conta ou não, o que o INSS não permite é que o benefício ou aposentadoria, deixe de ser sacado por mais de 2 meses.

No momento em que o benefício deixa de ser sacado por mais de 2 meses, o banco é obrigado a devolver este valor para o INSS.

Levando em conta este fato, o ideal seria ter uma conta bancária e não apenas o cartão magnético.

Desta forma, o valor do benefício ou aposentadoria, estaria em conta, a disposição do beneficiário para utilização da forma como ele quiser.

Pagamento de contas, transferência de valores, e não somente para o saque.

Já com o cartão magnético o beneficiário, tem a opção de apenas sacar o valor do seu benefício ou aposentadoria.

A escolha da forma de recebimento e utilização (saque ou movimentação em conta), deve sempre levar em conta as tarifas de utilização de uma conta corrente.

Se a conta for poupança, não haverá nenhum tipo de tarifação, e há bancos que permitem que o correntista agende seus pagamentos pela poupança.

Portanto, o beneficiário deve levar em conta o que é melhor para ele, já que nem sempre o benefício ou aposentadoria, é volumosa.

Sendo assim, a escolha sempre será do beneficiário e nunca uma imposição do INSS.

Vale apena ler: Qual o horário de funcionamento dos bancos

Como transferir o banco do benefício ou aposentadoria: Dica final!

Como transferir o banco do benefício
Foto: arquiarquidiocesedecuritiba.org.br

A portabilidade do benefício ou da aposentadoria, é ainda uma novidade para algumas pessoas.

Até bem pouco tempo atrás, qualquer modificação em sua forma de recebimento, era feita somente nas agências da Previdência, e precisava ser sempre na agência do beneficiário.

O que acabava por gerar um número muito grande de atendimentos na agência da Previdência e nem sempre se conseguia resolver em um único dia.

Sendo assim, e de forma a facilitar o atendimento e a agilidade no processo, criou-se a portabilidade.

Como vimos neste artigo, basta o beneficiário escolher a instituição financeira e solicitar que seu benefício ou aposentadoria, sejam depositados em sua conta.

A instituição financeira é que entrará em contato com o INSS e indicará a conta que passará a receber o benefício.

Desta forma, a vida do beneficiário ou aposentado, ficou um pouco mais fácil, e o número de atendimentos nas agências da Previdência caiu bastante.

A portabilidade na verdade, é um direito de todo cidadão, não somos obrigados a ficar em uma instituição financeira da qual não gostamos.

E ainda, somo obrigados a pagar por suas tarifas que nem sempre são as melhores.

Poder escolher com quem se quer trabalhar, é mais que um direito, ainda mais quando estamos falando de dinheiro.

Vimos então neste artigo que não existe quase nenhuma burocracia para se alterar o banco para recebimento do benefício ou aposentadoria.

Portanto, basta o beneficiário escolher o banco e agência, abrir uma conta e deixar que a instituição faça o trabalho de contatar o INSS e indicar a conta.

O benefício ou aposentadoria, passará a cair na conta que foi indicada pelo banco, que por sua vez, foi criada pelo beneficiário.

Textos dos sites que serviram como referência para elaboração deste texto:

Essas foram as dicas de hoje sobre como transferir o banco do benefício ou aposentadoria, caso este conteúdo for do enteresse de mais alguém que você conheça, não deixe de compartilhar.

Abraço e até o próximo texto! 😉

 

3 thoughts on “Como transferir o banco do Benefício ou Aposentadoria? Veja agora!”
  1. O Bradesco de ITAQUI-RS é o único banco que não deixa transferir se tem empréstimo consignado. Tentei transferir do Bradesco 2 vezes e não consegui. Um funcionário do INSS me disse que o Bradesco é o único Banco que não deixa transferir SE tem empréstimo consignado. É para poderem roubar mais dos aposentados, com refinanciamentos e outras picaretagens.

  2. Muito bom. Gostei das orientações de PORTABILIDADE ” Como transferir o banco de receber o benefício ou aposentadoria”
    Tive um problema na aposentadoria rural do meu irmão, a Bradesco através de uma financeira de nome MERCANTIL BRASIL ( que na verdade pertence ao Bradesco ) efetuou um empréstimo consignado no benefício dele, para pagar em 84 parcelas de R$168,00 sem ter ele pedido o empréstimo. Foi feito um BO na delegacia. Daí, vamos fazer essa transferência para outro banco mais confiável.

Deixe um comentário