Como usar o Travel Check? O que é?

Como usar o Travel Check? O que é?

19 de maio de 2020 0 Por Carlos Oliveira

Como usar o Travel Check? Deve ser a pergunta que você está se fazendo neste momento!

Você já ouviu falar em Travel Check? Talvez, você ainda não tenha viajado para o exterior e por isso não conhece essa modalidade de pagamento. No entanto, se você possui planos para uma viagem internacional no futuro, é muito importante conhecer tudo sobre o assunto.

O que é um Travel Check?

Antes falarmos sobre como usar o Travel Check é importante que você saiba o que é isso!

Um Travel Check é muito semelhante aos cheques bancários tradicionais ao qual conhecemos. A grande diferença é que eles possuem o valor da moeda local e independente do país, podendo ser trocado por produtos ou por dinheiro em casas de câmbio, o que é mais comum.

Sua grande vantagem está na possibilidade de viajar para o exterior com maior segurança e tranquilidade não levando consigo grandes quantias em dinheiro.

Atualmente, esta modalidade de pagamento internacional está em caindo em desuso em virtude dos cartões de crédito internacionais.

Leia este artigo: Melhores cartões para ganhar milhas: 6 opções para você!

Como usar o Travel Check

Como usar o Travel Check?

Durante o planejamento de uma viagem internacional, você poderá se dirigir até uma casa de câmbio e adquirir o seu Travel Check.

O Travel Check será levado com você durante a sua viagem e poderá ser trocado no país de destino por produtos ou serviços em estabelecimentos que aceitem essa modalidade de pagamento, assim como também poderão ser trocados por dinheiro em moeda local, nas instituições financeiras do país de destino ou então em casas de câmbio.

No entanto, é preciso destacar que em geral, as casas de câmbio, instituições financeiras e o próprio comércio, costumam cobrar um determinado percentual sobre o Travel Check diminuindo o seu valor real.

Veja este artigo: Como receber dinheiro do exterior

Como adquirir um Travel Check no Brasil?

Se você pensa em adquirir um Travel Check aqui no Brasil, garantindo uma viagem mais segura para o exterior ao não ter a necessidade de levar consigo grande quantidade de dinheiro em espécie, veja como adquirir o seu aqui no Brasil:

No Brasil, é possível conseguir um Travel Check através da American Express e de bancos conveniados a esta bandeira de cartão de crédito, como o Bradesco e o Santander.

No geral existe maior facilidade para conseguir um Travel Check nas seguintes moedas:

  • Dólar Americano;
  • Euro;
  • Dólar Canadense;
  • Dólar Australiano;
  • Ien Japonês;

Como usar o Travel Check

Benefícios

  • Reembolso, geralmente em até 48 horas nos casos de perda ou roubo;
  • Nunca expiram. Podem ser utilizados nas próximas viagens;
  • Aceito em diversos países como forma de pagamento em milhões de estabelecimentos comerciais;
  • Não incidência de IOF no momento da utilização no exterior;

Leia este artigo: Como solicitar cartão MasterCard internacional? Veja o que você deve fazer!

Dúvidas comuns

Separamos agora um pequeno FAQ, como algumas dúvidas comuns e as suas respectivas respostas, confira:

O que deve ser feito com um Travel Check não utilizado de alguém que tenha falecido?

Mediante à comprovação do falecimento, é possível solicitar junto a instituição financeira emissora o reembolso do mesmo em nome de sucessores e beneficiários próximos.

alguma taxa para efetuar a trocar ?

Apesar de não ser uma regra taxas podem ser cobradas por algumas instituições de câmbio, variando também de país para país.

Portanto, antes de uma viagem internacional, recomendamos que você busque informações sobre locais para realizar a troca do seu Travel Check no país de destino, assim é possível evitar inconvenientes como taxas não esperadas.

O que acontece se eu assinar no lugar errado ou caso minhas assinaturas não confiram?

É importante que você saiba que um Travel Check possui dois campos de assinatura, sendo um deles utilizado no momento da compra junto a instituição financeira e outro utilizado para a troca por mercadorias, produtos ou outras moedas.

Sendo assim, a sua aceitação está condicionada a conferência da segunda assinatura por parte do receptor.

A assinatura da segunda linha deverá ser realizada na presença do seu aceitante, que por sua vez deverá observar e confrontar as assinaturas.

Adicionalmente, o receptor poderá solicitar um documento de identificação para ter certeza da identidade do seu portador.

Já conhecia essa modalidade de pagamento no exterior? Continue sempre por dentro de novidades e assuntos de grande interesse em relação ao segmento bancário, aqui no Guia Bancário!

Não deixe também de participar deixando suas dúvidas e opniões a respeito do assunto em nossos comentários!